No dia 5 de Dezembro, às 19h, em memória aos 101 anos do poeta e guerrilheiro Carlos Marighella, o inimigo público No 1 da Ditadura Militar, estaremos realizando uma Intervenção Urbana com projeções e poesias no Mausoléu Castelo Branco – equipamento público do Estado do Ceará que é uma verdadeira ode ao primeiro ditador do maior regime militar autoritário da história brasileira.

O local, inaugurado em 1972 por outro ditador – Médici – até hoje preserva e enfatiza a memória de um período de arbítrio, torturas, assassinatos e desaparecimentos; o espaço não é motivo de nenhuma reflexão crítica nem de questionamentos por parte do Estado como podemos inferir pelo próprio site. Contraditoriamente, encontra-se ao lado do chamado “Palácio da Abolição da Escravatura”. Abolimos a escravidão, mas não abolimos a homenagem à ditadores e torturadores?Conclamamos a toda a sociedade cearense, à juventude, à classe artística, aos professores, aos profissionais, às organizações que não concordam com essa situação a se fazerem presente na Intervenção Urbana para refletirmos e discutirmos maneiras criativas e inteligentes de se pensar aquele espaço público.Por verdade, memória e justiça – Não esqueceremos!

 

http://www.secult.ce.gov.br/equipamentos-culturais/mausoleu-castelo-branco/mausoleu-castelo-branco

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.