Neste ano, a caminhada não poderá ser realizada pela impossibilidade de ocuparmos as ruas com a chegada do coronavírus. Mas, a necessidade de isolamento não impediu que a iniciativa se transformasse em mais de 24 horas de ações pela internet.


A Violência do Estado lembrada pela Vigília produziu e produz vítimas de várias formas. Torturas, execuções sumárias, desaparecimentos forçados e tratamentos cruéis são uma face da moeda, mas não se. pode esquecer das vítimas decorrentes da misoginia, da xenofobia, da perseguição contra a liberdade de expressão e liberdade de imprensa, da intolerância política oriunda de atos estatais; enfim, das diversas expressões do autoritarismo. 

PROGRAMAÇÃO DA VIGÍLIA PELA DEMOCRACIA

31 de março

14 h – Twittaço (use as Hashtags)
#56ANOSDOGOLPEMILITAR
#DITADURA NUNCA MAIS
#LUTO NA JANELA 

18:00 às 20:00 horas – Web-seminário com transmissão pela página do Vozes do Silêncio, TV GGN e outras parceiros.
Moderação: Luis Nassif e Eugênia Gonzaga

20:00 – Twittaço e Barulhaço (use as Hashtags)
#56ANOSDOGOLPEMILITAR
#DITADURA NUNCA MAIS
#LUTO NA JANELA

21:00 – Entrevista com show intimista GRANDES SURPRESAS AGUARDE!

22:00 – Filme “O dia que durou 21 anos” (2013), Direção e Roteiro Camilo Tavares, ProduçãoKarla Ladeia.

1º de abril

A partir de zero horas até meio dia serão exibidos e disparados nas redes sociais, filmagens curtas com depoimentos de pessoas das mais diversas origens sobre a Ditadura Militar; Podcasts, entrevistas e videologias.

12:00 – Filme “Deslembro” (2019) Direção de Flávia Castro. 
Elenco: Jeanne Boudier, Eliane Giardini e Sara Antunes

14:00 – Filme “Torre das Donzelas” (2019) DireçãodeSusanna Lira, músicadeFlavia Tygel e produção deLívia Nunes. 

16:00 – Filme “Trago comigo” Direção de Tata Amaral,
música de Bruno Serroni, Habacuque Lima.

18:00 – Twitaço final (use as Hashtags)
#56ANOSDOGOLPEMILITAR
#DITADURA NUNCA MAIS
#LUTO NA JANELA

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.