Debate do Filme “Araguaia – Campo Sagrado” no Cineclube Unifor. Diretor: Evandro Medeiros.

O filme, here de cinquenta minutos, generic promove o segundo encontro, cialis agora imagético, das figuras do ex-mateiro Sinésio Martins, já falecido, e do guerrilheiro-camponês, Jonas. O primeiro encontro de ambos se deu nas matas fechadas e ali, em 24 de novembro de 1973, na região do Pau Preto, São Geraldo, é morto o guerrilheiro, o “Ari”. Ambos estavam lá, de armas nas mãos, em lados opostos e, cada um a sua forma, narram o fato que fora encerrado com o corte de cabeça daquele insurgente, ainda desaparecido.
Outro aspecto contundente do documentário é a denúncia do assassinato do ex-mateiro Raimundo Clarindo do Nascimento, o “Cacaúba”, em junho de 2011. Tal rastejador, um dos mais importantes na caçada militar no Araguaia, silenciou por mais de trinta anos e apenas em maio daquele ano é que começou a falar o que sabia. Em fins de junho apareceu morto depois da visita do Major Curió na Serra Pelada, onde morava. Excluído da reunião dos ex-guias com o antigo chefe, revelou saber que sua vida estava em risco. Na época denunciei o ocorrido num artigo, “Relatos de um homem morto”.(Por Paulo Fonteles – http://paulofontelesfilho.blogspot.com.br/)

Parte 1:

http://uol-ebt-73.unifor.br/oul/TvUnifor.do?method=renderVideo&obraCodigo=89501&divisaoCodigo=1&cdConteudo=3468649#

Parte 2:

http://uol-ebt-73.unifor.br/oul/TvUnifor.do?method=renderVideo&obraCodigo=89501&divisaoCodigo=1&cdConteudo=3468649#

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.